sexta-feira, 2 de abril de 2010

Não sou indestrutível, nem invencível...

xxx
Arthur... meu pequeno! Não sou indestrutível. Não sou invencível. Sou instável, imperfeito... Um tornozelo fraturado, um coração destruído. Te amo, mas sei que ainda preciso crescer. Meu vingador mascarado. Eu voltarei. Me ensinará a ler ao contrário? Voltarei à árvore outra vez, contigo.

xxxx

Arthur ... mon petit! Je ne suis pas indestructible. Je ne suis pas invincible. Je suis instable, l'imparfait ... Une fracture de la cheville, un cœur brisé. Je t'aime, mais je sais que j'encore besoin de grandir. Mon vengeur masqué. Je reviendrai. Apprends-moi à lire à la place? Je vais revenir à l'arbre de nouveau, avec vous.

xxx

(L'Homme de sa vie, 2006, Zabou Breitman)

Imagens do filme

4 comentários:

Lins disse...

Gostei do título...very nice!

Germano Xavier disse...

Nilson,

bom te ver lá no Equador das Coisas. Apareça sempre que puder.

Um abraço forte.
Continuemos...

marcelo grejio cajui disse...

e aí Nilson!
Quanto tempo não passo por aqui. as vezes não acreditava quando um adulto me falava que estava ocupado e não podia me dar atenção. Fato corriqueiro. Hoje vejo que meus pais não foram nada mais do que eu tento ser dentro das minhas imperfeições.

saudações.

Jose Ramon Santana Vazquez disse...

...traigo
sangre
de
la
tarde
herida
en
la
mano
y
una
vela
de
mi
corazón
para
invitarte
y
darte
este
alma
que
viene
para
compartir
contigo
tu
bello
blog
con
un
ramillete
de
oro
y
claveles
dentro...


desde mis
HORAS ROTAS
Y AULA DE PAZ


TE SIGO TU BLOG




CON saludos de la luna al
reflejarse en el mar de la
poesía...


AFECTUOSAMENTE
PALATUS


ESPERO SEAN DE VUESTRO AGRADO EL POST POETIZADO DE CHOCOLATE, EL NAZARENO- LOVE STORY,- Y- CABALLO, .

José
ramón...